Postagens

Mostrando postagens de Setembro 6, 2009

Aproveita As Madrugadas

Imagem
“Eu, porém, Senhor, clamo a ti; de madrugada a minha oração chega à tua presença.”
(Sl 88.13)


Se tu acordares no meio da noite, presenciando silêncio profundo, quando “a cidade dorme e a ambição humana descansa sob cobertores...” não te deixes dominar pelas ondas do sono ou da preguiça (Pv 6.9,10). Sei que não é fácil, pois é maravilhoso dormir, especialmente nas horas caladas. E nessas noites de inverno, então...
Contudo, reage! Pode ser o Senhor te chamando para falar na intimidade (Sl 25.14). É a situação mais estratégica, mais apropriada. Após Ter dormido por algum tempo, tua mente está leve, isenta de qualquer poluição e a tua alma, mais receptiva. Abre a PALAVRA DE DEUS. A leitura, assim como a oração, em voz audível para ti mesmo, tem três vantagens: a) evita intersecção de pensamentos (concentra); b) estabelece um diálogo mais íntimo com o Pai; c) afugenta o inimigo, que Não é onisciente, mas ouve tudo que se fala.
Ora, neste século as pessoas parecem autômatos. A roda-viva da a…

Clamando pelo Brasil

Imagem
“...e se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face, e se desviar dos seus maus caminhos, então eu ouvirei do céu, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra.”(2º Cr 07.14)

Normalmente agradecemos a Deus por vivermos num país sem guerras, desastres naturais ou mesmo sem graves conflitos civis e perseguições religiosas, que podem acabar por nos levar à imaginação que nossa situação é muito confortável e cômoda.
Porém, Deus falou a Jeremias que a aparência da paz pode ser perigosa ou até mesmo ilusória: “Também se ocupam em curar superficialmente a ferida do meu povo, dizendo: Paz, paz; quando não há paz.” (Jr 6.14).
Assim, o que precisamos aprender, é que a visão de Deus quanto a realidade espiritual de uma nação, não se mede com relação à ausência ou existência de conflitos e perseguições; mas, sim, com relação à sua espiritualidade. E nesse sentido, deveríamos lamentar profundamente a realidade em que se encontra o nosso amado Brasil.
Prim…

Salmos 12: (parte 2)

(Antes de ler essa mensagem, veja postagem anterior) II) Atitude de Esperança (v. 3,4) Se ficarmos somente na atitude de reconhecimento, é perigoso chegarmos a um estado de depressão. Pois veríamos tantos problemas e assombros que nos faria desistir de viver. Por isso a esperança é necessária.
E como faz Davi, não há melhor depósito de esperança que a colocada no Senhor. Temos de esperar que Deus irá julgar através de sua santidade e justiça, todo o mal. Davi, no v. 3, coloca a língua mentirosa e a língua soberba como os alvos que ele espera que Deus elimine.
Um dos grandes males de nossa época é realmente a língua mentirosa. Enquanto algumas pessoas acham que através da mentira se pode resolver alguns problemas, elas mesmas se enganam deixando de perceber que a mentira atrai cada vez mais problemas. Quantos problemas não são atraídos pelas mentiras inventadas. Até guerras já existiram por causa de mentiras inventadas. Certa vez Jesus falou que “o diabo é o pai da mentira” (Jo 8.44). Por…

Salmos 12: Senhor, Salva-me Desse Mundo ! (1ª-Parte)

Davi, neste momento, via-se rodeado por pessoas totalmente acostumadas com o pecado. Pessoas que nem mais tinham a consciência do que era errado e pecaminoso. Ele via-se num mundo tão conturbado pela mentira, soberba e engano que parecia não ter mais consciência no mundo. Parecia não haver pessoas justas vivendo.

Portanto, vejamos três atitudes que devemos ter em meio a um mundo conturbado:


I) Atitude de Reconhecimento (v. 1,2)
A primeira atitude de Davi, foi de reconhecer o meio em que estava vivendo. Ele olha para o lado e vê que a realidade em que está vivendo está totalmente corrompida, contrária àquilo para o qual Deus criou. Por isso seu primeiro sussurro é um pedido de socorro. Ele exclama: “Socorro, Senhor!”, porque não há outro lugar a se pedir auxílio.
Só em Deus pode-se achar o socorro necessário pois, como diz o próprio Davi, “não há homens piedosos”. Em outras versões encontramos “homens misericordiosos”. Mas tanto numa versão como na outra a expressão de Davi angustiada é a …

Salmos 38: "Sara-me Senhor !"

O título original desse salmo é “De Davi, para memória”. Davi compôs este Salmo como um memorial para si mesmo, bem como outros, para que não se esquecesse facilmente o castigo pelo qual Deus o afligira. Ele bem sabia quão fácil e rapidamente os castigos com os quais Deus nos visita fogem da nossa mente. E dessa forma, somos também admoestados ao fato de que é um exercício muitíssimo proveitoso lembrar freqüentemente à memória os castigos com que Deus nos aflige em decorrência de nossos pecados.
Uma das coisas que devemos observar ao lermos uma poesia bíblica para interpretá-la, e que ela se difere de nossa atual modelo poético. Enquanto as nossas poesias freqüentemente são escritas pela rima sonora (cor-flor; amor-calor; etc.), na poesia hebraica, a rima ocorre pelo sinônimo (ex. v. 1: repreender-castigar; ira-furor).
É um fato curioso que quando Galileu foi sentenciado ao confinamento na masmorra da Inquisição, por um período indeterminado, por ter defendido o sistema Copérnico, foi o…