Por favor, alimente meus peixes clicando sobre a tela:

Que tal?

;

23 outubro 2009

TROCA DE FAMÍLIA



“Assim também nós, quando éramos meninos, estávamos reduzidos à servidão debaixo dos rudimentos do mundo; mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido debaixo de lei, para resgatar os que estavam debaixo de lei, a fim de recebermos a adoção de filhos.” (Gl 4.3-5)


No reality show na televisão, denominado “Troca de Família”, duas famílias são selecionadas, e a mãe de cada família deve passar uma semana na casa da outra, substituindo a verdadeira. Normalmente são escolhidas famílias com culturas completamente diferentes (hippie X caipira; rica X circense; etc.). Isso pretende trazer o drama do programa: como essas mulheres e famílias com culturas tão diferentes se comportarão em outra realidade?
A Bíblia também nos fala de uma troca familiar que acontece no contexto espiritual. Porém, em vez de serem as mães substituídas por outras; o que ocorre é a transferência definitiva dos filhos. Ou seja, a partir do momento da conversão de uma pessoa à fé no Senhor Jesus, ela deixa de pertencer à família decaída do pecado e passa a ser adotada no ambiente familiar e acolhedor de Deus, o Pai.
Jesus enunciou a realidade dessas duas famílias. Deixou claro que aqueles que servem aos desígnios da mentira e engano são filhos do diabo (Jo 8.44). Também Paulo diz que aqueles que pervertem o caminho de Deus, possuem essa mesma paternidade (At 13.10). Enfim, todo pecador habita na família diabólica, como diz Jesus: “...em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é escravo do pecado.” (Jo 8.34).
Porém Deus, pela graça, atua de forma maravilhosa libertando o homem da descendência pecaminosa e adotando-o em Sua família. Como? Através de Seu Filho Jesus: “Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus, a saber, aos que crêem no seu nome” (Jo 1.12).
Essa transferência não é apenas temporária e experimental; mas real e definitiva, pois: ”Meu Pai, que mas deu, é maior do que todos; e ninguém pode arrebatá-las da mão de meu Pai” (Jo 10.29). E como diz Paulo: “[Deus] nos tirou do poder das trevas, e nos transportou para o reino do seu Filho amado; em quem temos a redenção, a saber, a remissão dos pecados”(Cl 1.13,14).
Assim, nessa nova realidade, não vivemos no drama de retornar às velhas atitudes; mas somos levados à santificação, pelo Espírito Santo (I Co 6.8-11).



Rev. Marcos M. Hostins

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Usage Rights

DesignBlog BloggerTheme comes under a Creative Commons License.This template is free of charge to create a personal blog.You can make changes to the templates to suit your needs.But You must keep the footer links Intact.