Por favor, alimente meus peixes clicando sobre a tela:

Que tal?

;

21 setembro 2009

Uma Feliz Confissão: Sou Adotado !


“... mas recebestes o espírito de adoção, baseados no qual clamamos: Aba, Pai.”
(Rm 08.15)


Quando ouvimos falar de crianças que foram adotadas, normalmente cercamos nossos sentimentos com um misto de dó, compaixão e felicidade. A dó é em virtude da condição da criança (sem pai, sem mãe, sem família, sem amparo, etc.). A compaixão consiste em nos colocar naquela situação, e os fazer pensar em quantas crianças ainda estão sem família principalmente as mais velhas, visto que as preferidas para adoção geralmente são as recém-nascidas.
E, enfim, a felicidade nos alcança por imaginarmos que aquele infante finalmente será mimado, acariciado e envolvido por todas as virtudes de um filho natural. Somo levados da pena à felicidade em instantes, ao refletirmos sobre a dura realidade desses pequenos desprezados.
Porém, um dos males do ser humano é sempre ver o que acontece com os outros em vez de olhar para a sua própria condição. Pois Paulo nos diz em quatro textos, que fomos adotados por Deus (Rm 8.15,23; Gl 4.5; Ef 1.5).
Paulo nos diz que antes de adotados pelo Pai, éramos apenas escravos do pecado (Rm 6.17); e Pedro diz que não éramos povo (1 Pe 2.10). Porém Deus o Pai em seu soberano propósito, e em amor nos predestinou para Ele, para adoção de filhos, por meio de seu unigênito, Jesus Cristo (Ef 1.5).
Assim, o filho unigênito do Pai (1 Jo 4.9), Jesus, se torna o primogênito, porque a partir da realização da obra na cruz, nós somos arrolados como família de Deus. Paulo, então, confronta um adágio atual do mundo que diz: “Deus é pai de todos”.
Portanto, cabe a nós duas atitudes: (1) olharmos as pessoas sem Cristo como órfãos sem o consolo e conforto do Pai, com a perspectiva de que pelo anúncio do evangelho também possam fazer parte dessa família e; (2) vivermos como filhos que levam o sobrenome do Pai em todas as coisas.
Eu não sou um filho adotado por meus pais. Mas pela graça, fui adotado pelo Pai Eterno! Louvado Seja Deus!

Rev. Marcos Maurício Hostins

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Usage Rights

DesignBlog BloggerTheme comes under a Creative Commons License.This template is free of charge to create a personal blog.You can make changes to the templates to suit your needs.But You must keep the footer links Intact.