Por favor, alimente meus peixes clicando sobre a tela:

Que tal?

;

16 setembro 2009

Aparência Falsificada



“Pois dizes: estou rico e abastado, e não preciso de cousa alguma, e nem sabes que és um infeliz, sim, miserável, pobre, cego, e nu...”

(Ap 03.17)


Uma das características das sete cartas escritas às sete igrejas da Ásia, nos três primeiros capítulos do livro do Apocalipse, é que essas mensagens possuem um caráter restrito e, ao mesmo tempo, abrangente. Ela é restrita quando dizemos que essa mensagem se dirigia especificamente à igreja destinada. Essa mensagem tinha a ver com o contexto real, pessoal e temporal daqueles irmãos.
Porém essa mensagem também é de caráter abrangente, pois seu ensino não ficou apenas para aquelas igrejas do passado, mas é também exortativo a todas as igrejas, de todas as épocas e lugares . Assim, vejamos a sua mensagem para nós:
Inicialmente, os v. 15-17 nos demonstra o conhecimento de Cristo a respeito de todas as obras e pensamentos de Sua Igreja. Nesse caso, específico, Jesus exorta a igreja contra a “mornidão espiritual”. Ou seja, de crentes que vivem “em cima do muro” espiritual. Ou como se diz por aí: “são crentes com um pé na igreja e outro no mundo”.
E Jesus aqui demonstra, que esse relaxamento espiritual é fruto de uma falsa compreensão de sua própria realidade espiritual (v. 17). Essas pessoas crêem ser prósperas espiritualmente, santas e cheias de visão; porém não conseguem perceber que, na verdade, estão miseráveis, envergonhadas e cegas.
Porém a misericórdia de Cristo continua a ofertar a cura para essa situação: “Aconselho-te que de mim compres ouro refinado pelo fogo para te enriqueceres, vestiduras brancas para te vestires [...] e colírio para ungires os olhos, a fim de que vejas”.
Importante é observar que a cura somente pode ser encontrada nas mãos de Jesus (“de mim compres...”), e que essa compra, não se baseia em dinheiro, mas em graça: “Ó vós, todos os que tendes sede, vinde às águas, e os que não tendes dinheiro, vinde, comprai, e comei; sim, vinde e comprai, sem dinheiro e sem preço, vinho e leite.” (Is 55.01).
Por fim, na despedida, Jesus ensina que sua exortação se baseia no amor (v. 19) e na busca do relacionamento (v. 20). Que, portanto, respondamos positivamente a essa exortação!


Rev. Marcos Maurício Hostins

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Usage Rights

DesignBlog BloggerTheme comes under a Creative Commons License.This template is free of charge to create a personal blog.You can make changes to the templates to suit your needs.But You must keep the footer links Intact.